NEW YORK 1985 BRAZILIAN DAY

Verde e amarelo

    

Sempre tem uma primeira vez. E aconteceu nas dez páginas do Especial da revista Geográfica Universal. Fotos lá de cima das Torres Gêmeas+. Da saudosa VARIG. Do “Asfalto Verde”, campo de futebol criado pela rapaziada no Up East Side Manhattan. O Brazilian Day se estendia da Rua 46 à Madison Avenue, à Broadway. Neste verão, Setembro será Verde- Amarelo pela Europa, Oceania, Ásia, Américas, África!

 

1.Hidrômetro de Nova York, de verde amarelo.2. Nas Torres Gêmeas. 3. Cotizamos para colocar grama artificial no asfalto e criamos um campo de futebol. Quem mais deu Money foi o mineiro Luiz, do Via Brasil Restaurante, Rua 46 4. A catarinense Adriana Krambeck, Miss Michigan/USA. 5. A brasileirinha. 6. Jota Alves na redação do jornal The Brasilians e a saudosa VARIG na Quinta Avenida.

Dicas de Adriana BH

Michel Temer ganhou disputa acirrada na Câmara Federal. Continua Presidente. Ainda bem que a “batalha” não descambou para violência, sangue, morte, como, infelizmente, na Venezuela. Cresce o número de venezuelanos entrando pelas fronteiras do Brasil a procura de moradia, comida, emprego.

A sensação do momento é Neymar na França (no Saint Germain). Maior transação do futebol mundial. Brasileiro famoso, anônimo, é quem limpa a imagem do Brasil emporcalhada por políticos e governantes.

O primeiro jogador brasileiro a deslumbrar Paris foi Leônidas, o inventor da bicicleta. Falcão foi coroado Rei de Roma. Pelé levou o Brasil para todos os cantos do planeta. São músicos, artistas, empresários do bem, profissionais liberais, estudantes, mães casadas, mães solteiras, esportistas, que seguram o nome Brasil.

A Lava Jato segue detonando colarinho branco. O Rio de Janeiro lidera em ações da Policia Federal. O Exército, mais uma vez, no combate ao crime, narcotráfico. Do jeito que a coisa descambou no Rio os verde-oliva estão enxugando gelo.

Ganhou uma grana? Quer comprar aquele imóvel para a mamãe, irmã, filho? Cuidado, a barra pesou. Valor de imóvel sobe, depois desce, os juros altíssimos, as custas cartoriais vergonhosas. Uma simples escritura, mais registro, não sai por menos de 8 mil reais. Só passe Procuração para quem você confia 145%, kkkk.

O mineiro Edilberto Mendes editou o jornal The Brasilians e dirigiu a organização do Brazilian Day-NY por 26 anos. Triste, decepcionado, com o tratamento a ele dispensado pelos novos “Donos” do maior festival brasileiro no mundo, que Ele ajudou a consolidar, voltou para a sua querida Belo Horizonte. ( Eddy de branco, no centro)

Vem aí livro sobre a trajetória e feitos de EM em Nova York. “Um x do problema”, diz Sandra Maria, voluntária do BD: “Edilberto sempre agendou artistas e músicos brasileiros batalhando em NY. A TV Globo passou a dominar o show. No palco, artistas e cantores que a Platinada quer promover para vender seus produtos. Imprensa, mídia? Só TV Globo. Assim não é Dia do Brasil, é dia da TV Globo e dos que se aproveitam dos brasileiros”.

A baiana Silvana Magda também pulou fora do Brazilian Day NY. Ela promovia a Lavagem da Rua 46, dias antes do BD. Levou baianas de Salvador, músicos, capoeira, artistas. A Lavagem reunia milhares na área central de NY com grande cobertura de imprensa. Atualmente, Silvana organiza eventos em Newark, New Jersey, com o Brazilian Day.

Neste verão europeu, maior sucesso de canga, biquíni, macacão, roupa de praia. O verde-amarelo causando. “Aqui me sinto ótima usando as cores do meu país. As pessoas param, conversam, respeitam, admiram, perguntam sobre o Brasil. Lá, é cafona vestir verde amarelo. Só nos jogos da seleção”.

Manda a logo- marca do Brazilian Day, Festa da Independência, 7 de Setembro,vertical ou horizontal. Mas, sem data, para figurar na Galeria BD, à direita da Home Page.

Dica 1: Celebre, lembre-se, do Dia Nacional do seu país: com Brazilian Day, Festa da Independência, Semana do Brasil, Exposições, Shows, Festas em igrejas, clubes, restaurantes, bares. Tem garagem, tem quintal? Convide vizinhos, colegas de trabalho, escola, e manda ver com Samba, Capoeira, Pagode, Sertanejo, Caipirinha, Refresco, Feijoada. Ponha seus filhos para: Pintar o Sete!

Dica 2: Não convide político, governante, (brasileiro), para a Festa, palco do BD, Sete de Setembro. TODOS NA QUARENTENA CíVICA, da vergonha. Eles- Elas sujam a imagem verde amarela que nós limpamos!  (Por enquanto, sem exceção). Eles- Elas, os da corrupção, do fanatismo, deveriam ter Vergonha de ser Brasileiro. Precisamos nos comunicar mais, nas páginas de FACE abra espaço para “Escrever……, Mensagem…. Troquem experiências, dicas. Pior a situação no Brasil, mas, devemos nos entrosar pelo mundo. Ninguém fará isso por nós! (Adriana BH).

A gente sai do Brasil, mas, o Brasil não sai da gente

  

      

Teste seu BR

Onde, como, quando, morreu Getúlio Vargas? 2. Por que o Ministério de Relações Exteriores é chamado de Itamaraty? 3. Boa Vista é a capital do Acre, Rondônia, Roraima? O Hino Nacional foi cantado pela primeira vez em Nova York, na Rua 46, no terceiro Brazilian Day. Quem Jota Alves convidou para subir ao palco: Aguinaldo Timóteo, Ângela Maria, Nelson Gonçalves, Jamelão?

Trilha sonora:

Encaminhe www.diadobrasil.com.br. Divulgue. Imagens, notícias, eventos, logo- marca, seu e-mail – para receber e ler na íntegra, enviar para: odiadobrasiljny@gmail.com.

:

 

 

 

Carmen Miranda
Beijo bandeira rua 46
Prefeito Edward Koch NY Palco BD
Brazilian Day San Diego
BD 1988
Adriana recebe Proclmation Rua 46 BD
Brazilian Day LA
JBBandeira-EstatuaNY-217×300
BD Stockholm
Brazilian Day Orlando
BD PhiladephiA
bd ny
Placa Policia NY
BD Boston
BD Xangai
BD Florida
BD geral
BD Japan
BD Independencia
14064013_1131578240232413_8242819655093178195_n
BD ok
cantante brasiliano
BD music
BD França